quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Meditação/Nadia Malta/SÓ GRATIDÃO!

SÓ GRATIDÃO!

Como posso retribuir ao Senhor toda a sua bondade para comigo?”. Salmos 116.12.

                                                                                


O ano termina hoje. A caminhada foi longa e em certos momentos extremamente difícil, mas contamos com a assistência graciosa do Cristo. Em nenhum momento nos sentimos abandonados ou desassistidos. Adentremos o novo ano confiantes na Companhia Dele! Ele é quem nos conduziu e continua a conduzir em triunfo. Graças te damos, ó Senhor!

Que possamos responder a pergunta do salmista com a atitude do Geraseno ao qual Jesus libertou, o texto de Marcos diz: “Então, aquele homem se foi e começou a anunciar em Decápolis tudo quanto Jesus tinha feito por ele. Todos ficavam admirados”. Ou mesmo a atitude da Samaritana no relato de João: “Quanto à mulher, deixou o seu cântaro, foi à cidade e disse àqueles homens: Vinde comigo e vede um homem que me disse tudo quanto tenho feito. Será este, porventura, o Cristo?!”. Nada do que possamos ofertar ao Senhor é tão significativo quanto a nossa gratidão em anunciar o que Ele tem feito por nós! Assim como fez aqueles anteriormente citados, façamos nós. Graças te damos, Ó Senhor!

A palavra recorrente em meu coração é gratidão e quero proclamar que o Senhor tem feito por mim e em mim, maravilhas. Começando por me resgatar do reino das trevas e me conduzir para o Reino do Filho do Seu amor: Jesus! Ele me salvou, adotou e me chama de filha. Ele tem me amparado, assistido, sustentado com a Sua mão direita fiel, firmado os meus pés sobre a Rocha Eterna que é Ele próprio e me fortalecido para os embates da vida! Graças te dou, ó Senhor!


Nada a reclamar, nada a pedir para o novo ano a não ser que eu seja encontrada fiel na Sua presença! Nesses dias é comum as pessoas desejarem prosperidade, mas sempre se reportando às conquistas materiais. Já temos a maior das prosperidades: “Jesus Cristo em nós, esperança da glória”. Ele é o nosso Pastor e nada nos faltará, nada daquilo que realmente necessitarmos. As pessoas desejam paz, até se vestem de branco como se a cor pudesse influenciar nas guerras internas. Já temos a verdadeira paz, porque o Príncipe da Paz está conosco e em nós! Esta paz não é a ausência de guerras, mas a presença Daquele que nos reconciliou com Deus: Jesus! Assim, terminemos o ano agradecendo, agradecendo e agradecendo! Não cabe em nós outra palavra: SÓ GRATIDÃO. Que possamos oferecê-la ao Senhor por toda a sua bondade para conosco, apesar de nós! Nadia Malta. http://ocolodopai.blogspot.com.br/

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Meditação/Nadia Malta/NOSSO DEUS É SURPREENDENTE!

NOSSO DEUS É SURPREENDENTE!

Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam. Mas Deus no-lo revelou pelo Espírito; porque o Espírito a todas as coisas perscruta, até mesmo as profundezas de Deus”. I Coríntios 2.9,10.

                                                                                    


O apóstolo Paulo citando o profeta Isaías profere as palavras acima citadas. A verdade reafirmada pelo apóstolo tem repercutido pelos séculos dos séculos. E não quero falar das coisas surpreendentes que nos esperam na eternidade, o que já seria absolutamente suficiente, mas gostaria de me reportar às coisas cotidianas experimentadas por nós deste lado da eternidade que são vindas de Deus! São tantas as situações nas quais vemos ver o Senhor entrando em cena no final do segundo tempo, quando achávamos que tudo estava perdido, eis que Ele surge e nos aponta a saída.

Como o Senhor é zeloso para com o seu povo! Mesmo em situações que não compreendemos podemos tocar na graça cuidadosa de Deus. Ele fez e faz maravilhas. O Espírito Santo é o agente da revelação dos agires de Deus aos nossos corações! Nem sempre compreendemos completamente, mas invariavelmente àqueles que amam ao Senhor, Ele dá a conhecer a Sua excelsa vontade! Fico abismada com as saídas impensáveis das situações. Ele é o Deus das oportunidades múltiplas! E é através delas que Ele manifesta a sua misericórdia, porém quando o homem endurece a cerviz ensimesmada de maneira contumaz e anda na contramão da Sua vontade, então experimenta a justiça do Senhor! Assim, no meio de uma grande demanda jamais percamos de vista os agires sobrenaturais de Deus. São ações por meio de diversos instrumentos para que a vontade Dele prevaleça.

Assim, ainda que os nossos olhos não enxerguem, nem nossos ouvidos possam ouvir, o Senhor está agindo nas situações que nos dizem respeito. Alem das tribulações produzirem para nós eterno peso de glória acima de toda comparação, elas nos fazem crescer na graça e no conhecimento de Deus. Jó afirmou depois de passar por toda tribulação, que conhecia o Senhor de ouvir falar, mas agora no meio de todo aquele caos, seus olhos podiam contempla-Lo! Que afirmação ousada!

Creio que no meio das nossas dores mais atrozes podemos ver a manifestação do amor de Deus por nós, apesar de nós. Correr para Deus nessas horas nos dá a oportunidade de ver seu agir efetivo. Quando tudo nos vai bem, tendemos a nos esquecer de Deus! É encantador ver Papai trabalhar para aqueles que Nele esperam! O ano é findo e foram muitas as dificuldades enfrentadas, mas até aqui nos ajudou o Senhor. Há coisas que já conseguimos entender o propósito, outras ainda não, mas em tudo podemos ver a mão poderosa do nosso Deus estendida em nossa direção. O nosso Deus é verdadeiramente surpreendente! Louvado seja Seu Santo e Excelso Nome! Nadia Malta. http://ocolodopai.blogspot.com.br/


terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Meditação/Nadia Malta/O SENHOR ESTÁ CONOSCO, NÃO HÁ O QUE TEMER!

O SENHOR ESTÁ CONOSCO, NÃO HÁ O QUE TEMER!

Não fui eu que lhe ordenei? Seja forte e corajoso! Não se apavore, nem se desanime, pois o Senhor, o seu Deus, estará com você por onde você andar". Josué 1.9.

                                                                                   


O Senhor levantou o general Josué para substituir Moisés na condução do povo para a terra de Canaã. Tarefa das mais difíceis, diga-se de passagem! A postura de Josué foi de temer diante de tão grande delegação. O desafio era grande demais. Quem não temeria? Gostaria de extrair daqui o princípio, ou seja, o fato de que quando Deus escolhe e envia alguém, Ele também prepara e fortalece para fazer aquilo para o qual a pessoa foi enviada. Seguir na força que Ele supre é o segredo da vitória.

Embora saibamos de tudo isto, nem sempre nos sentimos confortáveis ao sermos chamados e comissionados por Deus! Nossa humanidade temerosa nos trai o tempo todo. Logo a nossa mente é povoada de mil “malassombros” que nos fazem estremecer nas bases. Perguntas do tipo: “Como vou dar conta disso?”, “Não me sinto capaz!”, “Tenho medo de fracassar!”, “Por que eu?” e outras tantas! Mas de uma coisa tenho absoluta certeza, quanto mais vejo esse tipo de dúvida no coração de um escolhido, mais tenho convicção de que ele é a pessoa certa para a tarefa confiada! “O orgulho precede a ruína e altivez de espírito a queda” diz o autor de Provérbios. Mas aquele a quem Deus escolhe tem absoluta convicção da sua dependência de Deus. Ele sabe que nada é em si mesmo e que tudo que tem, faz ou sabe é por pura graça de Deus. Esta pessoa não chama a glória para si mesmo, mas glorifica o Senhor em tudo que faz!

A certeza de que o Senhor está conosco e que cada passo dado é debaixo da potente mão do Senhor tranquiliza o nosso coração. Isto, mesmo quando os estreitos se tornam quase intransitáveis, entendemos que Deus tem a palavra final. Não foi fácil para Josué substituir Moisés na liderança de uma nação difícil, contenciosa, ingrata e obstinada. Contudo, pela graça que o conduziu, ele conseguiu levar a termo a sua missão. O Senhor foi em tudo exaltado!

Assim é com cada um de nós ao sermos comissionados pelo Senhor para fazer algo em sua obra. Fácil não é, mas conseguiremos chegar ao fim da jornada porque o Senhor não desampara aqueles aos quais escolhe. No exercício do comissionamento descobrimos dons que não conhecíamos. Capacidades nunca antes experimentadas. À medida que avançamos o Senhor vai nos habilitando para que a sua obra seja feita com maestria. Usei esta palavra, pois o próprio Senhor se põe adiante de nós como o grande Maestro de uma bela sinfonia! Assim, Ele está conosco sempre, não há o que temer! Louvado e engrandecido seja o excelso nome do Senhor desde agora e para sempre! Nadia Malta. http://ocolodopai.blogspot.com.br/


segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Meditação/Nadia Malta/NÃO SOU FORTE, TENHO O FORTE DOS FORTES COMIGO!

NÃO SOU FORTE, TENHO O FORTE DOS FORTES COMIGO!

Quem é o Rei da glória? O Senhor forte e valente, o Senhor valente nas guerras. Ó Soberano Senhor, meu salvador poderoso, tu me proteges a cabeça no dia da batalha”. Salmos 24.8; Salmos 140.7.

                                                                                    


Quis que a declaração que dá título a este texto ficasse em destaque! Explico! As pessoas depois de cada batalha que me veem enfrentar costumam exclamar: “Você é muito forte!”. Tenho escutado isto muitas vezes e não me canso de declarar o que foi dito no título: “Não, eu não sou forte, o meu Deus é o Forte dos Fortes e tem me sustentado com a sua mão direita fiel!”. A minha consistência natural, na verdade, é semelhante à de um prato de papa! Ninguém é forte em si mesmo. Somos profundamente dependentes de Deus. E se não fora o Senhor quer pela graça universal, quer pela graça salvífica nenhum de nós resistiria aos embates da vida. Portanto ninguém se glorie na sua própria força! A nossa suficiência vem do Fiel Guarda de Israel. A Ele toda honra e toda glória sempre!

O Senhor, o Rei da Glória é Aquele que peleja por nós! É o que vai a nossa frente como um Poderoso e determinado Guerreiro lutando as nossas lutas e nos conduzindo em triunfo. Quando confiamos Nele, não entramos nas lutas pela vitória, mas já em vitória. Aliás, a Palavra de Deus diz que somos mais que vencedores por meio de Cristo! É Ele quem protege a nossa cabeça no dia do combate. Nem sempre somos livrados do combate, mas invariavelmente somos acudidos e livrados no meio do combate.

Os guerreiros são forjados no furor dos combates. Assim, caminhemos sim, na força que só Ele supre! Avancemos contra os inimigos que nos afrontam. Façamos isto em o nome do Senhor dos Exércitos como fez Davi contra o gigante Golias apesar do seu tamanho descomunal. Não dependamos ou nos embaracemos com as armas humanas, elas não nos garantem a vitória. Ousemos avançar crendo Naquele que embora invisível é real e vai à nossa frente!

Cada batalha enfrentada tem o seu propósito da parte de Deus! Nada é aleatório ou obra do acaso! Embora, nem sempre nos seja dado o privilégio de conhecer tais propósitos, pelo menos não deste lado da eternidade. Mas de uma coisa temos absoluta certeza: “todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus são chamados segundo os seus propósitos!”. São trinta e três anos de caminhada com o Senhor. Trinta de ministério e não me canso de me encantar com os agires de Deus tanto na minha própria vida quanto na de muitos irmãos que o Senhor tem me concedido a graça de testemunhar para crescimento e edificação espiritual. É importante aprendermos a orar mais pelo intervalo enquanto a nossa resposta de oração não chega, do que pela resposta propriamente dita. Às vezes a resposta final passa por um vale árido, por uma perda, por uma aflição. Que sejamos fortalecidos no Senhor e na força do seu poder! Nadia Malta. http://ocolodopai.blogspot.com.br/





domingo, 27 de dezembro de 2015

Meditação/Nadia Malta/ELE FEZ E FAZ MARAVILHAS!

ELE FEZ E FAZ MARAVILHAS!

A voz de Deus troveja maravilhosamente; ele faz coisas grandiosas, acima do nosso entendimento. Ora, a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos”. Jó 37.5; Hebreus 11.1.

                                                                              


A junção desses dois textos acima citados nos dá a dimensão das maravilhas operadas pelo Senhor em nossas vidas apesar de nós. Jó o campeão de sofrimento e superação reconhece a soberania de Deus em meio às suas lutas e perdas enfrentadas. O autor da epístola aos Hebreus faz a mais ousada das afirmações acerca da fé genuína. Confiemos na Palavra!

E quanto a nós o que temos a contar sobre os agires inesperados de Deus no meio das nossas angustias, quando por vezes achamos que tudo está perdido? Talvez o espaço seja pequeno para descrever as inúmeras respostas às orações não verbalizadas, as portas abertas onde nem havia paredes, as saídas absolutamente impensáveis e o impossível que se tornou possível, as infinitas possibilidades de Deus! Contemos com elas!

Não desistamos de lutar em oração! Perseverar é preciso! Nenhuma oração fica sem resposta, embora nem sempre a resposta seja aquilo que a nossa carne anseia, invariavelmente Ele envia do céu o que verdadeiramente necessitamos! Que tenhamos sensibilidade para entender que aquilo que recebemos do Senhor é o melhor para nós! Sejamos gratos por isto!


Há respostas que aguardamos há tanto tempo! Do ponto de vista humano não enxergamos saídas, contudo, quando a voz do Senhor brada dos céus maravilhosamente, grandes coisas são estabelecidas, muito acima do nosso entendimento. Um a coisa tenho absoluta certeza mesmo que não vejamos saídas possíveis na situação de modo assombrosamente maravilhoso Ele fará! Fé é uma certeza absoluta daquilo que esperamos! É a firme convicção de fatos que ainda não são vistos com os olhos físicos, mas já podem ser contemplados com os olhos espirituais. Creiamos e aguardemos, pois Ele fez e fará maravilhas! Nadia Malta. http://ocolodopai.blogspot.com.br/

sábado, 26 de dezembro de 2015

Meditação/Nadia Malta/TEMPO DE PRIORIZAR O SENHOR!

TEMPO DE PRIORIZAR O SENHOR!

                                                                                               

Portanto, não se preocupem, dizendo: ‘Que vamos comer? ’ ou ‘que vamos beber? ’ ou ‘que vamos vestir? Pois os pagãos é que correm atrás dessas coisas; mas o Pai celestial sabe que vocês precisam delas. Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhes serão acrescentadas. Portanto, não se preocupem com o amanhã, pois o amanhã se preocupará consigo mesmo. Basta a cada dia o seu próprio mal". Mateus 6.31-34.

                                                                           


O texto citado é o final do contexto no qual Jesus repreende e dá instruções quanto a não andarmos ansiosos de coisa alguma, bem como ordena a reordenamos as nossas prioridades! Aliás, esta é uma questão que deve ser constantemente reavaliada por nós. Pois tendemos a nos deixar enredar pelas teias da ansiedade, sobretudo, pelo ter em detrimento do ser.

O ano é praticamente findo e devemos olhar para traz não de maneira saudosista, mas numa perspectiva de balanço. O que esperamos colher no novo ano? Primeiro olhemos para a colheita feita no ano findo. Os frutos foram amargos? Que tal começar o ano escolhendo boas sementes? Semeadura e colheita não são excludentes, na verdade estão intimamente atreladas. Boa semeadura, boa colheita. Má semeadura, má colheita! Esta lei é inegociável e imutável.

A palavra do Senhor está cheia de exortações ao povo escolhido, que por várias razões tem se afastado Dele e de sua Santa Palavra. A desculpa que mais ouvimos é: Não tenho tempo! Quando os dias maus chegam num instante fabrica-se tempo! Fora do Senhor encontramos dor e sofrimento. Atravessar os desertos com Ele faz toda a diferença! Quando entregamos a ele os nossos caminhos e confiamos Nele, o mais Ele certamente fará!

Quais têm sido as nossas prioridades? Tempo de realinhá-las! Tempo de colocá-las no prumo de Deus. Será que nossos interesses passam pelo crivo do Senhor! Tempo de voltar ao Senhor! Que possamos invocá-lo enquanto está perto! Peçamos perdão por nossa negligencia em relação às coisas do Senhor! Busquemos a sua face! Que o novo ano seja de busca e de priorizarmos efetivamente o nosso Amado Senhor e Salvador! Nadia Malta. http://ocolodopai.blogspot.com.br/


sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

Meditação/Nadia Malta/OUÇAMOS AQUELE QUE FALA!

OUÇAMOS AQUELE QUE FALA!

Fala o Senhor, o Deus supremo; convoca toda a terra, do nascente ao poente. Cuidado! Não rejeitem aquele que fala. Se os que se recusaram a ouvir aquele que os advertia na terra não escaparam, quanto mais nós, se nos desviarmos daquele que nos adverte dos céus?”.  Salmos 50.1; Hebreus 12.25.

                                                                           


O tempo é de reflexão! Aproveitemos para apurar os ouvidos espirituais e ouvir a voz Daquele que fala ininterruptamente! O Senhor é Deus de oportunidades e todos indistintamente são chamados. Todos têm de um jeito ou de outro ouvido a sua voz amorosa, contudo, são poucos os que verdadeiramente têm seus ouvidos atentos para perceber esse falar Soberano.

Se o ouvir desatento é desastroso para os que ainda não foram alcançados, o que dirá daqueles que mesmo sendo alcançados pela Graça se fazem de moucos aos apelos santificadores de Deus? O Senhor diz: “Se voltares, ó Israel, volta para mim!”. Somos alcançados no lugar e do jeito que estamos, mas não para permanecermos do mesmo modo. Tanto as palavras do salmista quanto a proferidas pelo autor de Hebreus dão conta dessa convocação do Todo Poderoso para um andar em novidade de vida! Voltemos ao Senhor!

Jesus é o Caminho e a Verdade e a Vida; ninguém vem ao Pai, senão por meio Dele! Esta é a maior proclamação feita ao homem! É falsa a afirmação de que todos os caminhos levam a Deus. O único Verdadeiro e Vivo Caminho é o Cristo. Fora Dele não há salvação! O Senhor tem usado vários meios de comunicação com o homem de coração endurecido, isto desde tempos eternos, até os próprios céus têm proclamado a sua gloria e o firmamento as obras de suas mãos! Não há desculpas para dizer que não o ouvimos bradar!


Ainda há tempo tanto para a salvação quanto para a santificação. O tempo da oportunidade é dado apenas deste lado da eternidade. Quando atravessarmos a fronteira só há duas direções: Gloria eterna ou condenação eterna! O que será de nós se negligenciarmos tão grande dádiva? Ainda há tempo, ouçamos Aquele que fala! Nadia Malta. http://ocolodopai.blogspot.com.br/

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Meditação/Nadia Malta/JESUS NASCEU, ENTÃO, É NATAL E PRONTO!

JESUS NASCEU, ENTÃO, É NATAL  E PRONTO!  

Assim, temos ainda mais firme a palavra dos profetas, e vocês farão bem se a ela prestarem atenção, como a uma candeia que brilha em lugar escuro, até que o dia clareie e a estrela da alva nasça em seus corações”. II Pedro 1. 19.

                                                                       
                  

O texto todo que começa no versículo 16 indo até o 21 fala da superioridade da Palavra de Deus, especialmente no que diz respeito à vinda do Cristo tanto da primeira quanto da segunda vez. Jesus veio e virá outra vez. Tudo que fora dito pelos santos profetas do passado tem se cumprido cabalmente ao longo dos séculos. Todos os anos é a mesma coisa, uns dizem que devemos comemorar o Natal outros mais radicais dizem que não. Confesso que esse tipo de discussão me cansa muito, e, sobretudo, entristece. A grande convocação aqui é para recristianizarmos o Natal. Então mais uma vez, vamos lá: O que realmente significa o Natal? Natal é nascimento, nascimento do Cristo, o Verbo que se fez carne, que tabernaculou para nos reconciliar com o Pai.

Não importa as razões da data instituída pela tradição, o fato é que Jesus nasceu e isto deve ser lembrado sempre, mas se nesta época o apelo é maior, como cristãos nos esforcemos para não embarcar no paganismo que tem adentrado às igrejas. É nessa esperança Viva chamada Cristo que devemos nos alegrar. São poucos os que se lembram do Senhor Jesus Cristo, a Palavra Viva de Deus, o Verbo que se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de Verdade que mostrou a sua glória, como do unigênito do Pai, e, sobretudo, desse nascimento diário como a Brilhante Estrela da alva que nasce em cada coração que o recebe, nas palavras do apóstolo Pedro citadas no inicio. Por isso é sempre Natal para todo aquele que o recebe como Senhor e Salvador. Ele tem nascido incontáveis vezes nos corações daqueles que o recebem.

A humanidade tem vivido a cada ano um Natal sem Cristo, vazio de sentido, esta é a triste realidade. Nunca se fez tão necessário os cristãos reivindicarem o lugar que é por direito do Cristo. Embora saibamos que Jesus não nasceu em dezembro, todavia, Ele nasceu e este nascimento dividiu e mudou a história da terra e a história pessoal de todo aquele que o recebe como Senhor e Salvador. Não importa o mês do nascimento. Jesus, nasceu, então, é Natal e Pronto! Portanto, celebremos como Maria no seu Magnificat, como Zacarias no seu Benedictus, como Simeão em seu cântico e os anjos da milícia celestial que apareceram aos pastores. Glorifiquemos ao Senhor, o Cristo de Deus, o nosso Salvador!  No Evangelho segundo Lucas diz: “O anjo, porém, lhes disse: Não temais; eis aqui vos trago boa nova de grande alegria, que o será para todo o povo: é que hoje vos nasceu, na cidade de Davi, o salvador, que é Cristo, o Senhor”.   Assim, nos alegremos e Glorifiquemos ao Senhor! Feliz Natal a todos quantos o receberam como Senhor e Salvador! Nadia Malta. http://ocolodopai.blogspot.com.br/

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Meditação/Nadia Malta/ABRE OS OLHOS DO TEU POVO, Ó SENHOR!

ABRE OS OLHOS DO TEU POVO, Ó SENHOR!

Peço que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o glorioso Pai, lhes dê espírito de sabedoria e de revelação, no pleno conhecimento dele”. Efésios 1.17.

                                                                                      


Meu filho mais novo costuma usar uma expressão para nomear aqueles que não enxergam um palmo adiante do nariz! Que tem o discernimento zero. Ele costuma chamar de “Joselito Sem Noção!”. Pois bem, conheço muitos Joselitos Sem Noção e esta sem “noçãozisse”, já peço perdão pelo neologismo, tem levado muitos a andar por escolhas e caminhos de muito sofrimento e dor. Esses são os que se deixam levar pelos conselhos do enganoso coração.

Ao que tudo indica, essa tendência é bem antiga. O apóstolo Paulo percebeu isto e já fez uma oração que alcança os crentes também dos nossos dias. Ele pede que o seus leitores recebam da parte de Deus espírito de sabedoria e de revelação, no pleno conhecimento do Senhor. Quanto mais nos aproximamos do Senhor mais e mais a nossa vereda vai se tornando luminosa. Semeadura e escolhas malditas geram colheitas igualmente malditas. O que fazer então, diante disso? Clamar pela graça do Senhor. Confiar na Excelsa graça do Senhor e esperar a sabedoria que vem apenas de Deus.

Tanto o Senhor é especialista em transformar maldição em bênção, quanto em consertar as nossas besteiras cometidas andando na ignorância dos desígnios e vontade de Deus. Sabedoria e discernimento devem andar juntos, do contrário corremos o risco de tropeçar e tropeçar feio. Há conserto sim para as situações mais caóticas que nos assolam. Como adquirimos essa sabedoria e esse discernimento? Através do Conhecimento do Senhor. “E conhecereis a Verdade e a Verdade vos libertará!” diz Jesus. Quem é a Verdade? Ele próprio. Busquemos a Ele de todo o nosso coração e Ele se deixará achar.

Não há sabedoria e discernimento fora do Cristo. Junto com esses atributos aprendemos espera confiante. Perseverança na oração até que a vontade do Senhor se mostre clara para nós. Quando Ele se cala, devemos nos aquietar, até que de algum modo sua voz seja manifesta de modo irrefutável. Aprendemos que o silêncio de Deus é tempo de grandes preparações. Uma ilustração desta verdade é a nuvem e a coluna de fogo sinais de Deus na travessia do deserto. Quando a nuvem ou a coluna de fogo paravam o povo também parava. Hoje temos a presença do Espírito Santo não à nossa frente, mas em nós. O grande problema é que os nossos estão embotados demais para perceber a sua presença.  Sabedoria e Revelaçao precisamos disso! Que o Senhor nos abra os olhos! Nadia Malta. http://ocolodopai.blogspot.com.br/











terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Meditação/Nadia Malta/PROCLAMEMOS A FIDELIDADE DO SENHOR!

PROCLAMEMOS A FIDELIDADE DO SENHOR!

Cantarei para sempre o amor do Senhor; com minha boca anunciarei a tua fidelidade por todas as gerações. Tu, Senhor, és Deus compassivo e misericordioso, muito paciente, rico em amor e em fidelidade”. Salmo 89.1; 86.15.

                                                                                    


Ouvimos e vemos escrito em vários lugares: Deus é Fiel! Será que alcançamos a verdadeira dimensão dessas palavras? Receio que não! Aqui, ambos os salmistas exaltam a fidelidade do Senhor experimentada, especialmente, no meio das grandes lutas pelas quais passam  os que andam no Caminho. O servo do Senhor nesta terra está sujeito a muitos embates, alguns deles quase nos fazem desfalecer. Muitas vezes imaginamos que não vamos suportar. É quando experimentamos tanto as misericórdias do Senhor renovadas a cada manhã, quanto a sua fidelidade manifesta ao final do dia! Por meio dela Ele providencia tudo de que precisamos!

É tempo de ações de graças por tanto amor derramado apesar de nós! Sem esses atributos eternos do Pai Celestial jamais conseguiríamos prosseguir. Cada batalha enfrentada faz parte da estranha e eficaz pedagogia de Deus. O propósito? Conformar-nos à imagem do Cristo. Temos falado sobre isto muitas vezes. E até que atravessemos a fronteira da eternidade estaremos sendo preparados pelo Senhor para aquilo que Ele planejou para nós! E Ele é implacável nesse propósito!

Vivemos contínuos processos transformadores. Estou saindo de um dos meus muitos casulos, há dores por toda parte, mas elas são necessárias para que cresçamos e avancemos na direção do Autor e Consumador da nossa fé, Jesus, o Cristo de Deus! Cada metamorfose experimentada deixa marcas que testificam daquilo que se operou em nós, mas muito mais que isto, elas falam da fidelidade do Pai Celestial que nos habilitou a sair desses casulos às vezes manquejando, porém, mais fortalecidos! Deus seja sempre louvado!

Como os salmistas precisamos proclamar o amor e essa fidelidade do Senhor. É importante que todos saibam que Ele por sua benignidade nos acolhe, nos sustenta e nos capacita a vencer. O Senhor é compassivo e se apieda de nós. Fomos alcançados por sua misericórdia. Salvos da ira vindoura, mas Ele não nos deixa à deriva, entregues a nossa própria sorte, Ele nos segura pela mão e caminha conosco. E na certeza dessa presença gloriosa chegaremos ao nosso destino! Mesmo quando somos infiéis, Ele permanece Fiel para sempre! Exaltado seja Seu Santo e Glorioso nome por sua fidelidade! Nadia Malta. http://ocolodopai.blogspot.com.br/



segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Meditação/Nadia Malta/GRATIDÃO SEM FIM!

GRATIDÃO SEM FIM!

                                                                                                

Dediquem-se à oração, estejam alertas e sejam agradecidos”. Colossenses 4:2.

                                                                                 
                  

O apóstolo Paulo falando aos Colossenses dentro de um contexto no qual ele ministra sobre a oração e a prudência, ele dá três conselhos imperativos. Essas ações ordenadas por ele devem balizar a vida de todo servo do Senhor que anda genuinamente em seus caminhos. A vida de oração deve ser cultivada. Seguida de uma atitude de constante vigilância porque os dias são maus, mas sem nos esquecer das ações de graças em tudo!

E nesses dias pude experimentar na pele a necessidade de agir das três maneiras orientadas pelo Senhor por meio De Paulo. Nesta epístola Jesus é apresentado como cabeça da Igreja. Isto significa que nada foge ao seu controle soberano. Todas as coisas definitivamente cooperam para o bem dos que amam ao Senhor e foram chamados segundo os seus propósitos. Qual o propósito dos propósitos de Deus? É que sejamos a cada dia conformados à imagem do Seu Filho Jesus! Vamos sendo esculpidos dia a dia e o grande formão do Senhor são as provas pelas quais passamos. Entender esse princípio doloroso faz toda a diferença! Tira a revolta ao passarmos pelas aflições inevitáveis da vida!

Uma das grandes ferramentas desse processo “conformador” é a manifestação da nossa gratidão ao Senhor apesar das dores e estreitos atravessados. O que é a gratidão? É reconhecimento da dádiva recebida! Os que não são gratos nada sabem do valor da dádiva! O Senhor tem nos agraciado de modo generoso apesar de nós! Isto não significa que não passamos por dificuldades, muito pelo contrário, mas apesar de tudo, de todos os possíveis pesares, Ele permanece firme e Fiel segurando a nossa mão. E Por tudo só podemos dizer: Graças te damos, ó Senhor!

Nada é linear. Nada é uniforme! Há unidade na diversidade. A vida é isso: Claro, escuro. Alto e baixo. Largo estreito. Sem graça e cheio de graça. Feio e bonito. Auroras e crepúsculos. Montanhas e vales. Desertos e oásis. Fins e começos e vice versa. Partidas e chegadas. E no final das contas, tudo foi cuidadosamente preparado por Deus para o treinamento personalizado de cada um de nós. Sim, personalizado, porque Ele não fez um exército de soldados de chumbo. Ele gerou filhos únicos com suas singularidades! Tudo isto nos habilitará para que nos tornemos cada vez mais parecidos com o Seu Filho Jesus Cristo! Sejamos agradecidos! Nadia Malta. http://ocolodopai.blogspot.com.br/


domingo, 20 de dezembro de 2015

Meditação/Nadia Malta/NADA SE COMPARA A ALEGRIA DA VOLTA!

NADA SE COMPARA A ALEGRIA DA VOLTA!

Aquele que sai chorando enquanto lança a semente, voltará com cantos de alegria, trazendo os seus feixes”. Salmos 126.6.

                                                                                    


Durante todo o tempo dessa semeadura dolorosa regada a muitas lágrimas pela qual passamos, só havia um pensamento que nos alimentava dia e noite: Voltar para casa! Essa volta precisava ser jubilosa, completa, plena de Deus. E assim foi. Temos afirmado tantas vezes: Nada que nos sucede é aleatório ou obra do acaso. Tudo tem um propósito bem, definido da parte do Pai Celestial.

 Ouvi nesses dias uma frase do meu marido no tempo de sua hospitalização que diz assim: “A melhor parte da nossa vida é ser doador!”. E ele tem sido um grande doador nessa sua vida longeva, não apenas de coisas, mas de si mesmo! E se podemos falar de um dos propósitos desse vale que atravessamos é a colheita jubilosa da semeadura de uma vida inteira experimentada por ele. Semeadura de cuidado, zelo e acolhimento. Os corações, especialmente dos filhos, nos quais foram semeadas sementes benditas, todos são boas e férteis terras. Foi tanto amor recebido! Cada um que quisesse se desdobrar, lindo e raro de se ver! Tantas as manifestações práticas de afeto que aqueceu o coração do velho pai. E ele apesar das dificuldades enfrentadas exultou com a abundancia da colheita. Bendita semeadura!

E o que dizer da volta para casa? Não há palavras que possam descrever esse momento! A alegria é indizível, ainda estamos como quem sonha! Estamos voltando com júbilo carregando os nossos feixes e glorificando o nosso Pai Celestial. O Senhor é bom e a sua misericórdia dura para sempre! Durante todo esse tempo de dificuldades e incertezas um pensamento da parte do Senhor me ocorria insistentemente: “Transformarei o teu lamento em júbilo!”. Ele prometeu e cumpriu!

Nada se compara a alegria da volta! Sair da hostilidade do desconhecido e voltar para o nosso canto com seus cheiros e peculiaridades é indizível! O nosso coração exulta! Louvado e engrandecido seja o Teu Glorioso Nome, Senhor! Nadia Malta. http://ocolodopai.blogspot.com.br/



sábado, 19 de dezembro de 2015

Meditação/ Nadia Malta/DEUS ESCUTA O NOSSO CLAMOR E RESPONDE A SEU TEMPO!

DEUS ESCUTA O NOSSO CLAMOR E RESPONDE A SEU TEMPO!

Mas tu, Soberano Senhor, intervém em meu favor, por causa do teu nome. Livra-me, pois é sublime o teu amor leal! Sou pobre e necessitado e, no íntimo, o meu coração está abatido”. Salmos 109.21,22.

                                                                                         


Como é difícil conciliar a fé com a nossa humanidade frágil! Sim, embora saibamos que servimos ao Deus Vivo e Verdadeiro, aqui e acolá nos sentimos abatidos, desencorajados e até tentados a esmorecer diante das muitas tribulações que surgem para nos tirar de combate. E ainda somos tentados também a carregar o peso da culpa porque nos sentimos assim.

E é nessas horas de recursos escassos, de saídas não perceptíveis que precisamos nos apegar desesperadamente às grandes e mui preciosas promessas de Deus. Mesmo quando não enxergamos vento ou chuva, precisamos confiar que toda aridez terá fim. Que a graça será suficiente para suprir tudo de que necessitarmos. Sinceramente não sei como Ele fará, mas sei que de modo assombrosamente maravilhoso Ele fará!

O Salmista reconhece seu abatimento, apela ao amor leal de Deus. Ele clama que o Senhor intervenha em seu favor por amor Dele mesmo. Só pelos méritos de Cristo podemos ser acudidos. Não há meritocracia humana que possa mover o coração de Deus, pois o melhor de nossas justiças é como trapos de imundícia. Assim, confiemos no Cristo. O salmista ainda reconhece a sua pequenez, seu próprio estado de miséria.

É assim que nos sentimos, miseráveis, cegos, pobres e nus. Talvez deste lado da eternidade jamais entendamos o propósito de certas situações que vivemos. Tudo que envolve sofrimento é difícil de entender, mas junto com a prova, o Senhor provê o livramento de modo que a possamos suportar. O salmista em outro salmo pergunta a sua alma qual a causa do seu abatimento. Questionemos o que sentimos, reconheçamos a nossa fragilidade e não nos culpemos por sermos humanos! O Senhor tem ouvido o nosso clamor, mas Ele não trabalha “segundo o cronograma de seres humanos apressados!”. Jamais nos esqueçamos disto e aquietemos o nosso coração. Nadia Malta. http://ocolodopai.blogspot.com.br/





sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Meditação/Nadia Malta/TUDO NA VIDA DE UM SERVO TEM UM PROPÓSITO DA PARTE DE DEUS!

TUDO NA VIDA DE UM SERVO TEM UM PROPÓSITO DA PARTE DE DEUS!

E não somente isto, mas também nos gloriamos nas próprias tribulações, sabendo que a tribulação produz perseverança; e a perseverança, experiência; e a experiência, esperança. Ora, a esperança não confunde, porque o amor de Deus é derramado em nosso coração pelo Espírito Santo, que nos foi outorgado”. Romanos 5.3-5.

                                                                                 



Difícil imaginar um bom propósito para as coisas ruins. Sim, difícil para nós com a nossa mente limitada. Contudo, nada que nos acontece é aleatório ou obra do acaso. E temos falado e experimentado isto inúmeras vezes! Lembro-me de uma amada irmã de saudosa memória, chamada Nielze que mesmo portadora de um câncer nos ossos, dolorosíssimo, dizia: “Sempre que as coisas ficam muito difíceis é sinal que bênção grande está vindo pra nós!”. Aguardemos, pois!

A afirmação daquela querida irmã que ousou testemunhar no meio do seu sofrimento faria corar de vergonha os pregoeiros da teologia da prosperidade. Os pregadores de um evangelho barato e banalizado jamais navegarão nas águas profundas do Espírito. Eles não possuem raízes e se deixam levar pelas circunstancias. Há momentos que não entendemos o agir de Deus nas situações, mas se nós crermos veremos a glória Dele.

O apóstolo Paulo no texto citado diz que se gloria nas provações. Como entender isto em um mundo no qual o prazer tem sido cultuado e apregoado? É simples: Ele conhece as coisas profundas do Espírito e sabe bem o que a provação produz. Ela produz perseverança, A perseverança por sua vez produz experiência e a experiência esperança.

Aprendemos aqui que não podemos desistir. Perseveremos! Enquanto perseveramos adquirimos experiência. É na observação e na vivencia que aprendemos a compreender e atinar com os preceitos do Senhor. Cristianismo é relacionamento é andar com o Cristo no dia a dia! Embora nem sempre compreendamos o que estamos vivendo, mas confiamos no Autor da nossa fé e isto faz a diferença no meio das provas. E quando nos acostumamos a isto manifestamos sempre uma viva esperança, pois sabemos em quem cremos. Brademos em alto e bom som: A nossa Esperança é o Cristo de Deus, nosso Senhor e salvador! Nadia Malta. http://ocolodopai.blogspot.com.br/




quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Meditação/Nadia Malta/A MINHA FORÇA VEM DE DEUS!

A MINHA FORÇA VEM DE DEUS!

O meu corpo e o meu coração poderão fraquejar, mas Deus é a força do meu coração e a minha herança para sempre”. Salmos 73.26.

                                                                              


Gostaria de um modo muito particular e especial fazer minhas as palavras do salmista no texto citado. Os dias não têm sido fáceis. Há dias de choro, de angustia profunda e muitas vezes as pessoas não estão preparadas para nos ver chorar. Como se o choro fosse uma simples demonstração de fraqueza ou falta de fé. Às vezes ouço mesmo isto. As pessoas dizem: “Pare de chorar, tenha fé!”. Eu creio e me apego ao meu Senhor, porque Ele é a minha herança na terra dos viventes. Contudo, há momentos que tudo que temos a fazer além de orar e crer, é parar e chorar! Somos humanos simplesmente! E ainda estamos no tabernáculo frágil deste corpo.

Ainda que o meu corpo e coração fraquejem, o Senhor é a minha Força, Nele o meu coração confia e Nele esperarei. E nessa força vamos seguindo de vitória em vitória, de degrau em degrau até a vitória final. No meio da luta intensa, há momentos em que não enxergamos um palmo adiante do nariz. Na verdade não sabemos nem se tem chão, mas cremos nas promessas do Senhor. Se Ele diz que nunca nos deixará, jamais nos abandonará, eu creio de todo o meu coração.

De tempos em tempos passamos pelo teste de renovação da nossa fé, bem como da confissão da nossa esperança! E que testes! O nível de dificuldade parece que vai aumentando como se estivéssemos participando de um grande vídeo game cósmico, no qual somos os protagonistas. E nenhum de nós está fora da esfera de alcance do teste. Numa medida ou noutra seremos testados.

Resta saber se estamos prontos para atravessarmos essas horas de suores frios entendendo que tudo faz parte da estranha e eficaz pedagogia do Pai Celestial. Avancemos na força que só Ele supre! Glorifiquemos o Seu Santo e Excelso nome por tudo que Ele fez, faz e fará! Já posso ver a vitória com os olhos da fé! Nadia Malta. http://ocolodopai.blogspot.com.br/



quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Meditação/Nadia malta/LOGO PELA MANHÃ ELE MANIFESTA O SEU AMOR ZELOSO!

LOGO PELA MANHàELE MANIFESTA O SEU AMOR ZELOSO!

Faze-me ouvir do teu amor leal pela manhã, pois em ti confio. Mostra-me o caminho que devo seguir, pois a ti elevo a minha alma”. Salmos 143:8.

                                                                       


Nesses dias de muitos sobressaltos e lutas intensas, tenho podido experimentar do cuidado amoroso do Pai Celestial a cada dia. Seja por intermédio dos nossos queridos irmãos, familiares e amigos, seja por meio daqueles que nunca vimos, mas que o Senhor usa como instrumentos para tocar a nossa alma com frio.

Todos têm sido de uma benignidade tão grande que constrange! No dia da cirurgia do meu marido, enquanto levavam ao Centro cirúrgico saí andando a  esmo ao redor do hospital e orando. Ali as lágrimas eram inevitáveis, derramava o meu coração diante do Senhor como fez Ana, a mãe do profeta Samuel. E ao passar por uma das inúmeras barracas uma mulher que nunca vi me abordou e disse: “Sente aqui, a senhora tá muito triste, mas vai passar!”. Aquelas palavras soaram como um bálsamo ao meu coração tão dolorido.

Ao voltar para o hospital o Senhor no seu zelo amoroso me cercou de muitos servos e servas seus sempre com uma palavra de encorajamento. Eram enfermeiras, pessoas de serviços gerais. Recepcionistas. Porteiros. Todos cristãos. Que amor! Que zelo! Que cuidado! O Deus ao qual servimos é real, leal e presente. Ele interfere nas situações. Ele poderia usar anjos, mas na sua soberania Ele resolveu usar seres humanos.

Na oração do salmista ele pede para ouvir do amor leal de Deus pela manhã, pois Nele confia!Ele eleva a sua alma ao Senhor e pede para ser guiado. Pois bem, mesmo sem ter verbalizado esta oração, o Senhor sabia o que enfrentaria hoje e providenciou um ato preventivo de amor. Quando ia entrando no hospital hoje pela manhã cruzo com uma jovem funcionária cristã. Dei-lhe bom dia e ela olhou pra mim e disse: “Jesus ama tanto a senhora e Ele me mandou lhe dar este abraço!”. E ela me deu um apertado abraço mandado por Jesus! Aquele era o consolo do Pai por tudo que teria que passar  no inicio do dia! Louvado seja o Eterno, que nos conduz em triunfo! Nadia Malta. http://ocolodopai.blogspot.com.br/

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Meditação/Nadia Malta/TRANSBORDANDO DE GRATIDÃO!

TRANSBORDANDO DE GRATIDÃO!

Portanto, assim como vocês receberam a Cristo Jesus, o Senhor, continuem a viver nele, enraizados e edificados nele, firmados na fé, como foram ensinados, transbordando de gratidão”. Colossenses 2:6,7.

                                                                               


São muitos os reveses da vida! Somos surpreendidos por situações que nos tiram o fôlego! Choramos, nos preocupamos por causa da nossa humanidade frágil.  Contudo, avançamos apesar dos nossos medos porque sabemos em quem temos crido. Ele nos diz na Sua palavra que no mundo experimentaríamos aflições, mas Ele nos livraria de todas. Tudo passará! Ele venceu para que pudéssemos vencer!

Quando aprendemos a viver com leveza vamos nos desapegando da terra e fixamos o nosso olhar nas coisas que são eternas. Tudo o mais parece esvaziar-se de sentido. Vamos caminhando e largando as bagagens. Suspensos da terra aprendemos a voar na direção do Eterno! Desfrutamos da paisagem contemplada do lugar onde fomos colocados assentados com Cristo nas regiões celestiais. Isto é sobrenatural e maravilhoso demais aos nossos olhos!

Porque avançamos apesar dos pesares? Porque recebemos a Cristo e continuamos a viver Nele. Como diz o texto citado: “enraizados e edificados nele, firmados na fé, como foram ensinados”. Uma árvore com raízes profundas. Um edifício construído sobre uma Rocha Eterna. Ambas as ilustrações remetem à firmeza, à solidez. Quando ousamos nos posicionar assim atravessaremos desertos saltaremos muralhas, desbarataremos exércitos. É essa fé que nos faz seguir em frente e vencer o mundo. E o nosso coração transborda de gratidão pela Fidelidade Daquele que até o vento e o mar lhe obedecem! Hoje tudo que quero dizer é: Graças te dou, ó Senhor! Nadia Malta. http://ocolodopai.blogspot.com.br/









segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Meditação/Nadia Malta/CONTINUA AMANHECENDO!

CONTINUA AMANHECENDO!

As misericórdias do SENHOR são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; renovam-se cada manhã. Grande é a tua fidelidade. A minha porção é o SENHOR, diz a minha alma; portanto, esperarei nele!”. Lamentações 3.22-24.

                                                                                    


O Livro das Lamentações do profeta Jeremias foi escrito num dos momentos mais dramáticos do povo de Deus: O Cativeiro de Babilônia. Embora o livro seja chamado de cântico fúnebre para um funeral nacional, percebemos através das percepções do Profeta uma Luz de esperança através do véu denso da tragédia que se abateu sobre a nação.

É sempre oportuno no meio das nossas lutas mais difíceis empreender uma passeio pelas páginas deste livro que aponta para a verdadeira esperança que devemos ter no meio de nossas lutas. O profeta aqui ousa esperar em Deus, mesmo não conseguindo ver nada de bom ao seu redor. Sua esperança vai além das circunstancias adversas. Ele consegue enxergar o sobrenatural no meio do caos.

Embora as nossas lutas não cheguem nem perto do que experimentou o povo de Deus do passado, busquemos aplicar às nossas vidas aquilo que nos é ensinado pelo profeta Jeremias. Também chamado de profeta chorão pelo tanto que se deixou derramar diante do Pai Celestial pelo povo rebelde. No meio das nossas dores não podemos perder de vista as misericórdias do Senhor renovadas a cada manhã. Por causa dessas misericórdias nós não somos consumidos. Elas também apontam para uma nova chance que temos da parte de Deus a cada novo dia. Aproveitemos e o glorifiquemos!

Tenho vivido dias de muita luta, mas não deixo de olhar para as misericórdias do Senhor. Esta semana uma querida me perguntou: “A senhora continua escrevendo o Bom Dia todas as manhãs mesmo no meio dessa luta que está passando? Aí, respondi: “Sim, Continua amanhecendo!”. O profeta depois de mencionar a fidelidade de Deus, faz a grande declaração do contexto: “A minha porção é o SENHOR, diz a minha alma; portanto, esperarei nele!”. Sim, porque continua amanhecendo, esperarei no Senhor, a minha porção na terra dos viventes! Nadia Malta. http://ocolodopai.blogspot.com.br/







domingo, 13 de dezembro de 2015

Meditação/Nadia Malta/UM PRINCÍPIO INEGOCIÁVEL!

UM PRINCÍPIO INEGOCIÁVEL!

“Não se deixem enganar: de Deus não se zomba. Pois o que o homem semear, isso também colherá!”. Gálatas 6:7.

                                                                                  


O texto citado nos traz um princípio que é inegociável. Semeadura e colheita. Sementes boas, frutos bons. Sementes ruins, frutos igualmente ruins. Não se colhe um fruto diferente da semente que plantamos. Então se quisermos melhorar a qualidade de nossas colheitas, mudemos o tipo de semente que temos plantado! Guardemos este princípio!

Não gostaria hoje de falar das más semeaduras. Antes gostaria de abrir um parêntese neste espaço devocional para testemunhar sobre uma dessas semeaduras, que tem gerado frutos benditos.  Na verdade, a boa semeadura tem um caráter devocional. Refiro-me a semeadura do zelo paternal do meu marido para com os seus filhos. Aliás, vale ressaltar que o maior dos dons dados por Deus a ele foi o dom da paternidade responsável e zelosamente cuidadora. A paternidade que abre mão, que abdica. Que entesoura para os filhos até com prejuízo próprio se for preciso. A pergunta mais comum que ele faz, e já se tornou uma senha ao ouvi-la, porque sabemos que ele está falando com um filho, é: “Você está precisando de alguma coisa?”.

Creio que a paternidade verdadeira tem como um dos seus propósitos o de apresentar Deus aos filhos. Quando plantamos sementes malditas estamos zombando de Deus difamando-o. A semeadura é a oportunidade de fazer aquilo para o qual fomos habilitados!  Semeemos para a glória do Pai Celestial, ao seu tempo ceifaremos!

Nesses dias tivemos a oportunidade de ver a outra ponta dessa cadeia de frutificação: A Colheita. No meio dessa enfermidade que levou meu marido a uma cirurgia e consequentemente ao leito de um hospital, vimos o resultado da semeadura feita por ele.  O amor, o carinho, o cuidado e a gratidão dos seus filhos. Ali naquele hospital a presença dos filhos se desdobrando por ele é o grande memorial das sementes plantadas em seus corações pelo zelo do pai. E o mais interessante é que essa paternidade se estende além dos laços biológicos. Ele tem sido pai de muitos, sempre a acudir. E esses o têm amado do mesmo jeito e na hora da dor todos chegaram e se doaram! Bendita semeadura. Nadia Malta. http://ocolodopai.blogspot.com.br/


Você poderá gostar também de...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...